Wladimir Martins 27/09/2022

Resiliência

O termo “resiliência” diz respeito à capacidade de retornar ao normal, mesmo diante de um momento ou uma situação de adversidade. Se trata de um conceito bem genérico e pode ser usado nas várias instâncias da vida, a palavra tem sido muito utilizada inclusive para definir o comportamento humano.
Para entender melhor o conceito é importante levar em consideração dois fatores: crise e superação. Diante de uma situação crítica as pessoas podem reagir e apresentar diferentes comportamentos, o que difere a pessoa resiliente das demais é que ela está disposta a buscar recursos para lidar com o cenário e superá-lo.
Na administração e no mercado de trabalho, a qualidade caracteriza os profissionais flexíveis, aptos a se adaptarem e determinados na resolução de problemas de forma criativa, se habituando principalmente com as situações que fogem do seu controle.
Indivíduos resilientes, por apresentarem uma visão mais otimista diante dos acontecimentos, têm uma certa facilidade para se relacionarem com os outros, além de viverem uma vida mais significativa e feliz. Essas pessoas são capazes de acreditar em si mesmo e gerenciar os desafios da vida, se preocupam e lidam de forma inteligente com o estresse, impedindo o surgimento de transtornos mentais no futuro.
Administrar bem as emoções, controlar os impulsos, se relacionar com pessoas e ter autocontrole são um dos principais fatores ligados à resiliência. Não se deixar levar impulsivamente por um sentimento ou emoção e construir boas redes de apoio também são pontos importantes que andam juntos com a resiliência.
Todas as pessoas têm uma forma diferente de administrar o estresse e buscar meios de alcançar a resiliência. Mas quais são elas e como ter mais resiliência?
Manter-se flexível: pessoas resilientes sabem que irão enfrentar desafios em diversos momentos na vida, por isso, elas buscam se manter flexíveis para ajustar seus objetivos e encontrarem uma maneira de adaptação;
Aprenda lições: diante de situações difíceis concentre suas energias em pensamentos positivos e não em se sentir culpado. Se autoavalie e veja o que pode melhorar para que você não precise mais passar por aquela situação;
Tenha atitude positiva: verifique cuidadosamente o que pode ser feito para resolver àquela situação e coloque em prática o que acordou consigo mesmo. Você pode olhar uma situação desagradável e conseguir encontrar nela uma nova oportunidade;
Mantenha-se conectado: alimente bons relacionamentos, seja com seus familiares, amigos ou colegas de trabalho e, principalmente, procure e aceite ajuda quando precisar. É fundamental ter boas redes de apoio;
Libere a tensão: procure maneiras de liberar suas emoções e sentir-se confortável consigo mesmo, pode ser na prática de um exercício físico, na música, dança, desenho, na terapia ou meditação, ou seja, faça algo que gosta e seja saudável para seu corpo;
Aprenda hábitos saudáveis: manter uma rotina de hábitos saudáveis é fundamental para reduzir os níveis de ansiedade e alcançar a resiliência emocional. Fazer exercícios regularmente, se alimentar bem, ler um livro, dormir bem e descansar são atividades que devem ser incluídos na sua rotina; e por fim
Acreditar em si mesmo: sinta-se orgulho de suas habilidades e reconheça sua força e suas potencialidades.



O quanto esse conteúdo foi útil?

0 / 5. 0

Compartilhar essa matéria


Artigos relacionados

Por que o poder de autorreflexão é a chave para o sucesso profissional?

Por que o poder de autorreflexão é a chave para o sucesso profissional?

21/07/2020

Tipo de perfil comportamental: conheça os 4 principais

Tipo de perfil comportamental: conheça os 4 principais

21/07/2020