Wladimir Martins 20/10/2021

Passo a passo: Como se tornar um LÍDER

Entre as principais diferenças entre líderes respeitados e chefes temidos em seus modelos de coordenar e direcionar colaboradores, a principal delas provavelmente é a forma como o colaborador daquela organização se sente e é tratado. O antigo modelo de liderança ainda insiste em fazer manutenção de uma relação abusiva e autoritária entre um superior e um liderado, ocasionando entre os dois uma relação baseada no medo e na submissão.

Estruturar o comando de uma empresa sob pilares e práticas ditatoriais e absolutistas além de reforçar modelos hierárquicos ultrapassados ainda transmite aos profissionais um clima desigual e injusto, dando credibilidade e aval para que cometam as mesmas atitudes das quais sofrem.

Um novo modelo de liderança, este por sua vez mais empático e solidário, entra em cena para desconstruir o antigo método de gestão baseado no medo e na imposição e surge enquanto alternativa humanitária. Este novo líder, vai focar principalmente em enaltecer habilidades e qualidades, desenvolvendo talentos e direcionando os caminhos para o futuro. Diferentemente do tradicional chefe, que se preocuparia mais com o diagnóstico de fraquezas e habilidades pouco desenvolvidas de seus colaboradores como forma de justificar sua própria gestão não humanizada.

O verdadeiro líder busca moldar seu colaborador, como a arte de esculpir uma pedra bruta. O tradicional chefe possui nas mãos um diamante que ainda não foi lapidado, mas apenas a enxerga como uma pedra comum cheia de pontas e arestas. Ambos possuem o mesmo diamante, mas apenas um deles possui a técnica adequada para transformá-lo em uma pedra preciosa.

A seguir, alguns dos principais passos a serem seguidos por quem caminha rumo a uma liderança humanizada:

 

  1. Não dói e nem leva muito tempo reservar momentos específicos do dia para se aproximar de seus colaboradores e passar a conhecê-los melhor. Do que eles gostam, o que acham da empresa e da gestão, suas insatisfações e preferências e saber exatamente como eles se sentem perante algumas situações. Conhecer seu colaborador te proporcionará estar sempre apto a ajuda-lo quando necessário ou solicitado.

 

  1. Saber ser paciente e solidário com a sua equipe faz parte do comportamento e perfil do líder disruptivo, você precisa inspirar confiabilidade e segurança a seus colaboradores acima de tudo. E eles precisam ter a certeza de que podem contar com você para ouvir suas opiniões, desejos e insatisfações. Afinal, você também está ali para representar um porto seguro.

 

  1. Busque sempre observar as habilidades de cada colaboradores e ao perceber falhas ou dificuldades, trabalhe em cima delas para redirecionar essas habilidades para onde se sinta mais confortável.

 

  1. Não utilize jamais de punição ou humilhação e busque sempre reconhecer e parabenizar bons feitos, desenvolvendo assim o melhor em cada funcionário. Procure sempre inspirar-se no modelo de liderança de outros líderes inovadores e jamais deixe de estudar e aperfeiçoar suas técnicas e métodos de liderança.

 

  1. Leia, pratique, desenvolva suas limitações e aos poucos adeque seu perfil ao ideal. Tornar-se um líder disruptivo é um processo e um caminho a ser trilhado.

 

  1. Não é porque você ocupa um cargo de liderança que isso automaticamente devia transformar-lhe em um tirano que abusa do poder e dos próprios privilégios para reger com desigualdade. Seja mais um colaborador em ação e trate seus colaboradores como uma extensão de si próprio. Respeito e solidariedade são peças chave.


O quanto esse conteúdo foi útil?

0 / 5. 0

Compartilhar essa matéria


Artigos relacionados

Como People Analytics pode ajudar a analisar melhor os colaboradores? Saiba aqui!

Como People Analytics pode ajudar a analisar melhor os colaboradores? Saiba aqui!

05/01/2019

5 PRINCIPAIS TENDÊNCIAS DO RH – PARTE I

5 PRINCIPAIS TENDÊNCIAS DO RH – PARTE I

28/10/2021

Liderança Disruptiva. Você sabe o que é?

Liderança Disruptiva. Você sabe o que é?

20/10/2021