Marketing Opus 08/05/2019

No universo de Game Of Thrones, como comportam-se os principais líderes?

Por Wladimir Martins

Apesar da fantástica narrativa de Game of Thrones ser uma obra ficcional, como já sabemos, trago por meio deste texto a minha análise acerca do que podemos levar como aprendizado se tratando do comportamento dos principais líderes apresentados na série. Vamos primeiramente conhecer algumas destas formas de liderar e a personalidade de seus idealizadores e então prosseguir compreendendo as ações e resultados frutos de cada uma dessas lideranças.

Rei Robert Baratheon

Lidera principalmente pelo abuso do poder, escutando pouco e sendo na maioria das vezes alheio a tudo o que acontece a sua volta. As confabulações e tramas acontecem bem em baixo de seu nariz, mas o ego inflado, a luxúria, o orgulho e a insaciável fome por poder não o permitem enxergar o óbvio. Hedonista, teimoso e impulsivo, Robert possui alguns subordinados e aliados fieis em sua liderança, não graças ao seu carisma ou humildade, mas por alguma dívida pessoal, amizade antiga ou até medo. Não possui muito controle sobre o que acontece entre os seus liderados e encontra-se frequentemente embriagado, o que favorece o surgimento de atos sórdidos exercidos às suas costas, como mentiras e traições.

O Líder Omisso

Por não ser um líder necessariamente carismático, tem menos domínio afetivo sobre sua equipe, utilizando com frequência o autoritarismo e a agressividade para se impor e ditar as regras. É bastante egocêntrico e costuma valorizar as coisas materiais, momentâneas e que lhe forneçam algum prazer. Ouvinte das fofocas e futilidades, não   faz uso do senso de justiça e muito menos da noção democrática de liderança. Frequentemente enfrenta crises pessoais e em sua equipe. É um líder de resultados não sustentáveis. Tem um perfil comportamental nocivo complementado por extroversão situacional, paciência baixa e norma baixa, sendo o autocontrole racional.

Rainha Cersei Lannister     

Lidera pelo uso da sedução continuada, da persuasão desenfreada e das ameaças edificadas em medo. Passa o decorrer do enredo colhendo e acumulando fatos importantes para estruturar futuramente contra seus opositores. É impiedosa, calculista e perversa. Manipula, destrói e mata para conquistar seus objetivos e se manter no topo, não cultivando nenhum apego ao seu povo ou seu reino.

O Líder Manipulador

Desfruta de sua habilidade de comunicação eloquente e tem facilidade em convencer e deturpar opiniões, por este motivo torna-se o líder conducente de uma equipe instável, submissa e ideologicamente fraca. Lidera por vezes uma equipe que não se sustenta na lealdade e fidelidade e busca sempre o resultado favorável a si mesmo não medindo esforços e recursos para alcançá-lo. É uma forma de liderança eficaz no auxílio das próprias conquistas, porém isso tudo às custas de uma equipe desgastada e com baixo nível motivacional. Tem o perfil comportamental intensamente nocivo, extroversão situacional, paciência baixa e norma baixa, sendo o autocontrole emocional.

Rei Joffrey Baratheon

Agressivo, cruel e completamente insano em sua maneira de agir, não mede esforços para desmoralizar as pessoas a sua volta e fazê-las sentirem medo. Sente prazer com o sofrimento e humilhação alheios. Lidera pelo medo, fazendo as pessoas que teoricamente estão ao seu lado buscarem alianças mais salubres e sustentáveis. Não tem a simpatia de ninguém, mas busca o resultado com base no sacrifício e desgaste de terceiros. Fica feliz enquanto seus liderados são torturados e sofrem em seu aspecto físico e psicológico.

O Líder Autocrático

Este tipo de líder não escuta as pessoas, pois lidera exclusivamente por meio do poder que exerce na equipe, utilizando-se de métodos menos convencionais como por exemplo a tortura psicológica para destruir as pessoas que não se adequam aos seus desejos de conquista. Tem uma postura arrogante e utiliza-se com frequência da agressividade como fonte de manutenção do seu poder. Tem uma busca obstinada por resultados e é altamente competitivo. Exemplo de uma liderança problemática que faz com que a equipe seja submissa e pouco desenvolvida. Tem o perfil comportamental intensamente nocivo, com extroversão alta e intensa, paciência baixa e intensa e norma baixa, sendo o autocontrole emocional intenso.

John Snow

Um grande conquistador com uma história de vida muito interessante, pois vive sem os privilégios da nobreza durante toda a infância e juventude e é sempre reconhecido como sendo apenas um bastardo sem grandes atributos. Foi ganhando espaço dentro da trama conforme a sua forma generosa de enxergar e lidar com as situações foi aparecendo episódio após episódio. Tem muitos seguidores, dentre eles amigos leais e verdadeiros, pois lidera baseando-se no justo, no sensato e dentro das noções do coletivismo. Sua liderança é reconhecida principalmente pela sua forma justa de lidar com as situações. Conquistou espaços de forma consistente e louvável.

Líder Democrático

Tem um estilo compartilhado em relação às estratégias e aos movimentos coletivos, estando sempre atento a tudo o que acontece a sua volta. Demonstra-se um líder acessível e humilde, optando por ter um relacionamento muito próximo das pessoas por genuinamente se interessar por elas. Excelente negociador na gestão de conflitos, uma vez que faz uso de sua empatia e compreensão para lidar com as pessoas. Tem um bom nível de resiliência, o que determina seu estilo como sendo democrático e bastante sensato. Tem o perfil comportamental com risco situacional, extroversão situacional, paciência alta e norma alta, sendo o autocontrole equilibrado entre o emocional e o racional.

Tyrion Lannister

Um grande estrategista, passa a maior parte do tempo atento a todos os detalhes do cenário em que vive e consequentemente fazendo bom uso de cada crucial informação que lhe surge para montar a sua linha de raciocínio. Já se livrou de situações inusitadas e de grande perigo, driblando e convencendo poderosos governantes, além de ter ajudado os maiores conquistadores da série a construir um plano de batalha mais sólido e eficaz. Muito focado e dificilmente perde a linha de construção de seu raciocínio. Por vezes não gera entusiasmo em seus asseclas, visto que não possui um estilo carismático, mas acaba convencendo a todos pelo seu poder de argumentação e persuasão.

Líder Estrategista

Este estilo de liderança é extremamente perspicaz no que se refere a construção de planos estratégicos detalhados, pois apresenta uma visão privilegiada e ampliada do cenário, permitindo assim uma boa dose de sucesso em suas investidas. Não é necessariamente um líder carismático, mas como tem visão sistêmica e detalhada será convincente e persuasivo em sua comunicação. Assim como lhe favorece o conhecimento detalhado de tudo e de todos. Consegue excelentes resultados, mas não é um bom formador de equipes e pessoas, principalmente no que tange a fidelidade das mesmas. Tem o perfil comportamental com risco baixo, extroversão alta, paciência alta e norma situacional, sendo o autocontrole racional.

Ned Stark

Lidera o Norte com mãos de ferro e possui sangue nobre através da descendência muito próxima dos primeiros reis e rainhas daquela região. Consegue durante anos manter a paz entre as casas evitando os grandes conflitos. Mantém tudo em um padrão normativo estabelecido pelas regras do rei Robert e assegura a toda a família a manutenção da lealdade ao mesmo. Apesar de ter um grande e admirável caráter, sua fraqueza está pautada na ausência de estratégias por ser um líder verdadeiro e direto o tempo todo. Possui liderados leais que querem a manutenção das normas e procedimentos atuais, mas também os desleais que desejam quebrar as regras e buscar a rebeldia.

Líder Servidor

Notoriamente é o cumpridor das regras e dos procedimentos, está sempre preparado para agir perante uma conduta padronizada de fidelidade inquestionável aos seus superiores e à sua família. Tem um estilo muito franco e direto de estabelecer as regras, não hesitando em disciplinar de forma dura os que por ventura não se sentirem à vontade para cumpri-las. Com seu estilo por vezes muito conservador e tradicionalista, não possui muitas pessoas motivadas a segui-lo, mas possui ao seu lado aquelas pessoas que desejam fazer a manutenção de um sistema padronizado e previsível. Este estilo de liderança tem dificuldades em lidar com movimentos de mudança, pois tendem a ser muito resistentes a estas questões. Tem o perfil comportamental com risco baixo, extroversão situacional, paciência alta e norma alta, sendo o autocontrole racional.

 

Daenerys Targaryen

Grande líder, constrói seu império edificado na credibilidade e na conquista de espaços não ocupados por líderes anteriores. É bastante sedutora, mas não usa isto ao seu favor. Carrega a bandeira da justiça e da liberdade atraindo assim muitos adeptos e seguidores. Tem muitas preocupações com as pessoas, mas não gosta de perder o controle da situação. Leva tudo a ferro e fogo e deixa clara suas atitudes extremistas e radicais, conquistando desta forma muitos inimigos. Faltam-lhe características estratégicas, pois ao agir quase sempre por impulso acaba por realizar punições severas e desnecessárias.

Líder Controlador

Em um contexto muito direto, este tipo de liderança tem um controle exagerado sobre a equipe e seus membros, chegando até a provocar desequilíbrios entre seus liderados mais fieis. Seus resultados são mantidos às custas de esforços genuínos de natureza pessoal e da forma como conduz a execução entre seus liderados. Por ser altamente controladora não tem pessoas com muita fidelidade a sua volta, o que lhe obriga as vezes a fazer alianças nem sempre adequadas ou benéficas. Como tem o controle em suas mãos, por vezes acaba por não ouvir seus fieis escudeiros e comete algumas atrocidades na gestão. Seus resultados são frequentemente inconstantes, pois dispensa muita energia ao controlar ao invés de executar. Tem o perfil comportamental com risco alto, extroversão situacional, paciência baixa e norma situacional, sendo o autocontrole emocional.

Quer saber mais sobre liderança entre em contato conosco, clique aqui!



O quanto esse conteúdo foi útil?

0 / 5. 0

Compartilhar essa matéria


Artigos relacionados

O Poder da Comunicação

O Poder da Comunicação

15/06/2021

Geração Z e Millennials: Quais as demandas de cada um desses colaboradores?

Geração Z e Millennials: Quais as demandas de cada um desses colaboradores?

27/09/2022

Leia este artigo e descubra algumas dicas para utilizar a tecnologia a seu favor e garantir seu desenvolvimento profissional.

Leia este artigo e descubra algumas dicas para utilizar a tecnologia a seu favor e garantir seu desenvolvimento profissional.

13/01/2019