Wladimir Martins 08/03/2022

Big Brother Brasil 22 e Seus Perfis Comportamentais

Dentre os participantes desta nova edição do Big Brother Brasil, podemos encontrar alguns exemplos claros de personalidades que ilustram de forma bem fiel os quatro principais eixos dos perfis abordados na Análise Comportamental PDA. Iniciaremos falando sobre o eixo do RISCO e os dois participantes que demonstram essa linha de perfil comportamental no programa são eles Jade Picon e Arthur Aguiar. Tanto um quanto o outro, independentemente de suas rivalidades, demonstram extrema coragem para encarar os desafios, persistência para manter a objetividade, persuasão em suas falas e relações e muita estratégia dentro da organização do jogo. Os participantes acabaram desenvolvendo uma natural inimizade devido a caminhos e lados opostos dentro da dinâmica ali proposta, mas suas maneiras de se manterem e se protegerem dentro daquela realidade possui muitas semelhanças. Ambos remetem a um perfil arriscado, sempre em busca de aventuras, sempre comunicativo e sempre colocando o objetivo final como prioridade em suas jornadas. Apesar de ambos serem arriscados, a diferença entre eles está no AUTOCONTROLE, aspecto extremamente importante e que faz toda diferença em vários perfis comportamentais. Jade Picon é extremamente EMOCIONAL, deixa se levar pelo impulso, sua ação não está relacionada a pensar na estratégia do jogo, mas sim na satisfação de sua ansiedade e impulsividade. Arthur Aguiar é RACIONAL, pensa em cada passo que vai dar, visualiza os cenários possíveis, tem a ação pautada em um único objetivo e busca sempre aliados estratégicos. Assim podemos concluir que mesmo duas pessoas tendo como eixos principais o RISCO, elas serão diferentes pela intervenção do aspecto do AUTOCONTROLE.

Um outro perfil encontrado entre os participantes, temos o eixo da PACIÊNCIA, que pode muito bem ser representado pelo participante Pedro Scooby. Pedro desde o primeiro dia demonstra uma tendência a se deixar levar mais pelo emocional do que pelo seu lado racional, o participante é calmo, observador, bom comunicador e passa bastante tempo do seu dia contabilizando boas relações com outros participantes da casa, não se deixa abalar pelas dificuldades do ambiente e nem mesmo se envolve nas relações de conflitos. Scooby entende a dinâmica do jogo, sabe como ela funciona, mas prioriza as relações de amizade e amor à frente dos seus interesses no prêmio, quer curtir o momento sem se estressar. Scooby procura sempre jogar de forma a não prejudicar seus amigos e está sempre tentando dialogar com todas as partes envolvidas no jogo de forma geral para tentar apaziguar possíveis conflitos ou induzir a possíveis reconciliações, tem uma escuta ativa, ouve a todos independente das divergências no jogo.

Além dos dois eixos já citados, temos ainda a EXTROVERSÃO, representada muito bem por Natália Deodato e Linn da Quebrada. As duas amigas são barulhentas, falantes, risonhas e possuem uma enorme necessidade de estar sempre se colocando no centro das relações e atenções. Lina é, além de extrovertida, extremamente articulada e excelente comunicadora, induzindo muitas vezes seus colegas participantes a entenderem seu ponto de vista e até a passar a compartilhá-lo com ela. Lina é amigável com a maioria, simpática, prestativa e bastante solidária quando encontra alguma situação de tristeza ou desmotivação pela sua frente. Consegue ganhar a todos pelo coração.

Já Natália Deodato é extravagante, intensa, animada e não tem medo de se entregar e muito menos de se expor. Natália Deodato é resiliente, sólida quanto a si mesma e também excelente comunicadora, transmitindo na grande maioria das vezes irrefutável coerência em suas falas. Joga mais pelo viés emocional do que estratégico, mas consegue ser analítica e calculista quando precisa se proteger ou proteger os amigos.

Por fim, podemos citar o eixo das NORMAS, muito bem ilustrado pela participante Jessilane Alves. Jessi tem facilidade em seguir e cumprir regras e busca sempre pela perfeição em suas atitudes e comportamentos. Se sente constantemente subestimada por seus colegas participantes e tem extrema dificuldade de admitir erros próprios que colocam em cheque a sua integridade ética e moral. Apenas opta por jogar a partir de seus valores e do que passa em seu coração, ignorando qualquer chance de montar uma estratégia em grupo. Jessi é totalmente emocional e ao mesmo tempo analítica e segue sempre evitando algo que prejudique a si própria ou suas convicções normativas. Com isto não é muito bem vista em grupos que estão focados em objetivos de maneira mais arriscada, não passará por cima de nenhuma regra ou procedimento para obter resultados melhores.

 

 

 



O quanto esse conteúdo foi útil?

0 / 5. 0

Compartilhar essa matéria


Artigos relacionados

Saiba tudo sobre como funciona o processo de desenvolvimento de liderança

Saiba tudo sobre como funciona o processo de desenvolvimento de liderança

04/08/2020

Empresa 4.0: fique por dentro das principais características e vantagens

Empresa 4.0: fique por dentro das principais características e vantagens

02/10/2020

Como manter a saúde mental e física diante do atual cenário?

Como manter a saúde mental e física diante do atual cenário?

26/05/2021