Wladimir Martins 23/10/2023

Série “Mulheres de Personalidade”: Analisando o perfil de Daenerys Targaryen

Traços de Personalidade Iniciais:
Determinação: Desde o início, Daenerys demonstra uma determinação crescente para escapar do domínio de seu irmão abusivo, Viserys, e buscar um futuro melhor para si mesma.
Adaptação: Ela passa por uma significativa adaptação cultural ao se casar com Khal Drogo e se tornar uma khaleesi Dothraki, mostrando sua capacidade de se ajustar a novas circunstâncias.
Empatia: Sua conexão com as crias de dragão demonstra sua empatia e conexão emocional com seres considerados extintos e míticos.
Evolução e Desenvolvimento:
Justiça e Libertação: Daenerys desenvolve uma forte convicção na justiça e na libertação dos oprimidos, o que a leva a tomar medidas corajosas para libertar os escravos em Essos. Isso reflete sua preocupação genuína com a equidade.
Liderança Inspiradora: Ao longo de sua jornada, ela atrai seguidores leais e inspira confiança, liderando grupos heterogêneos em direção a uma causa comum.
Amor pela Liberdade: O desejo de libertar os escravos e quebrar correntes reflete uma profunda conexão com sua própria busca por independência e liberdade.

Desafios e Conflitos Internos:
Crescente Autoritarismo: À medida que ganha poder e enfrenta desafios, sua inclinação para tomar decisões autoritárias e impor sua vontade torna-se mais evidente. Isso pode ser visto em suas respostas enérgicas à resistência, como a crucificação dos mestres em Meereen.
Complexo de Messias: Em algumas ocasiões, ela começa a ver a si mesma como uma “escolhida” para libertar o mundo, o que pode levar a um senso de superioridade moral e justificação de ações mais questionáveis.
Medo da Loucura: Ao longo da série, há indícios de que Daenerys teme a mesma loucura que afligiu alguns de seus ancestrais Targaryen, o que a torna sensível à ideia de que seu destino pode estar fora de seu controle.

Declínio e Eventos Cruciais:
Massacre de Porto Real: O ponto de virada mais significativo em seu perfil comportamental é o massacre em Porto Real. A decisão de usar seus dragões para incendiar a cidade e matar civis inocentes suscita debates sobre seu estado emocional, moralidade e estabilidade mental.
Conclusão: O perfil comportamental de Daenerys Targaryen é caracterizado por uma série de mudanças significativas, indo de uma jovem tímida a uma líder poderosa e, em última instância, a uma figura controversa e complexa. Sua jornada revela a luta entre seus desejos nobres de justiça e liberdade, e sua inclinação para tomar decisões impetuosas e autoritárias. O resultado é uma personagem profundamente humana, cheia de contradições, cujas ações geram reflexões sobre temas como poder, moralidade e os perigos do autoritarismo.



O quanto esse conteúdo foi útil?

0 / 5. 0

Compartilhar essa matéria


Artigos relacionados

Conheça agora os principais benefícios da gestão humanizada

Conheça agora os principais benefícios da gestão humanizada

26/10/2020

DISC x MBTI – Você sabe diferenciá-las?

DISC x MBTI – Você sabe diferenciá-las?

20/10/2021