Wladimir Martins 03/05/2022

Produtividade Tóxica

A produtividade é constantemente ligada a rotinas benéficas e de alta performance, no entanto, ela pode se tornar prejudicial e tóxica quando relacionada a pessoas viciadas em estar sempre com as listas de tarefas cheias, buscando estar fazendo alguma atividade a todo momento para ter a sensação de utilidade ou por haver um pensamento constante de que nunca está o suficiente, sempre é preciso mais.

Essa falsa sensação de produtividade passou a ser mais observada com a Pandemia do Covid-19. Com a obrigatoriedade do home office para grande parte da população mundial, muitos trabalhadores se viram necessitados de auxílio para separar melhor seu tempo e espaço de trabalho. Dessa forma, a produtividade passou a tomar outra conotação para muitos que não souberam dar limites para a própria capacidade produtiva, passando a viver uma rotina tóxica.

A produtividade tóxica deixa rastros visíveis naqueles que passam a aderí-la em seu dia a dia, portanto, é essencial se manter em alerta, principalmente os líderes e empregadores, quanto aos sintomas, afinal, uma equipe com vícios pode gerar conflitos futuros. Vejamos dois dos principais sinais de produtividade tóxica.

1. Culpa excessiva
A pessoa se culpa sempre que está fazendo algo que não seja trabalhar, inclusive em momentos de lazer. A tendência é sempre escolher o trabalho em detrimento de sua própria diversão e entretenimento.

2. Exaustão frequente
A sensação de estar sempre cansado consome o trabalhador a todo momento, afinal, costuma ter o hábito de estender sua jornada de trabalho para além dos horários delimitados em contrato. O tempo passa e o indivíduo não sente, somente depois quando percebe o quanto trabalhou.

Já entendemos o que é essa tal produtividade tóxica e quais são seus sinais, mas como podemos freá-la a fim de garantir uma rotina de trabalho mais saudável para os trabalhadores? Esse é um questionamento necessário, que deve ser considerado não só pelos empregados mas também pelos empregadores, afinal, um funcionário com sintomas da produtividade tóxica está sempre sobrecarregado, com tendência a entregar tarefas com uma qualidade duvidosa e com o risco de ficar doente mais frequentemente.

A seguir veremos algumas formas de prevenir essa produtividade.

1. Priorizando a saúde
Ter um sono regulado e uma rotina de exercícios físicos não é apenas para atletas, essas são necessidades básicas que vão fazer muita diferença no longo prazo. Aliás, no curto prazo também, afinal, quanto menos saúde, mais doente fica e menos tempo para se dedicar ao trabalho.

2. Evitando competições
A fissura por gerar resultados e por ter a sensação de superioridade entre colegas não pode ser um dominante, aliás, nem as cobranças excessivas de entrega de altas demandas. É fundamental não alimentar tais costumes nocivos dentro de empresas.

3. Trabalhando para viver
É essencial sempre reforçar que, apesar de importante, o trabalho não resume a vida de um indivíduo. Ou seja, é recomendável que se haja vida para além dele, momentos de lazer e entretenimento também são saudáveis.

Portanto, entende-se que a produtividade é benéfica em qualquer ambiente de trabalho, porém é necessário se atentar aos limites dessa produtividade para que a cultura organizacional da empresa gere funcionários sobrecarregados.



O quanto esse conteúdo foi útil?

5 / 5. 1

Compartilhar essa matéria


Artigos relacionados

Opus Human e Grou criam parceria para crescimento do PDA no Nordeste

Opus Human e Grou criam parceria para crescimento do PDA no Nordeste

06/03/2019

Você já ouviu falar em TURNOVER?

Você já ouviu falar em TURNOVER?

18/04/2022

O que é equipe multidisciplinar? Entenda seus benefícios!

O que é equipe multidisciplinar? Entenda seus benefícios!

29/12/2019